sábado, 15 de outubro de 2011

ARGONAUTA ARGOS


O Argonauta ou Argonauta argo é uma espécie pelágica de polvo que pertence ao gênero ARGONAUTA.

A fêmea da espécie. tal como os restantes argonautas, cria uma concha fina como papel que enrola à volta do corpo, formando uma concha muito parecida com a de um nautilus .Os nome chinês para esta espécie pode ser traduzido como "O ninho do cavalo marinho branco" (White Sea-horse's Nest). A. argo foi a primeira espécie a ser descrita, advindo daí o nome dado ao tipo de espécie deste género. O Argonauta Argo é o maior espécime do gênero e possui também a maior concha. Vivos, os animais possuem um característico brilho azul no primeiro par de braços e à volta dos olhos.


concha é caracterizada por duas filas de pequenos e afiados tubérculos que se desenvolvem ao longo da quilha, suaves veios curvos aos longo das paredes laterais da concha que se torna mais fina junto à entrada da concha, formando assim uma protuberâncias distintas ou "cornos" de ambos os lados. A concha da fêmea é branca e pode ter cerca de 20 cm, enquanto que a do macho é pardo-escuro não excedendo os 4 cm. Os jovens carecem de concha.

Argonauta cygnus Monterosato 1889 foi descrito com base numa concha que não possuía estas protuberâncias, mas sem ser considerado um jovem da espécie Argonauta argo.

O tamanho recorde de uma concha de A. argo é 300.0 mm.

Argonauta Argo é cosmopolita, e aparece em águas tropicais esubtropicais em todo o mundo. Uma variedade anã existe no Mar Mediterrrâneo, que foi descrita como Argonauta argo mediterrânea Monterosato, 1914, apesar de hoje este nome taxonômico ser considerado inválido. De fato o Argonauta Argo aparece com frequência nas costas espanholas do Mediterrâneo, e mais raramente nas costas portuguesas até Peniche, onde foram recolhidos alguns espécimes.

Pensa-se que o Argonauta argo se alimente sobretudo de molusco pelágicos. A espécie é alimento de numerosos predadores. Já foi regista a sua existência no conteúdo do estômago de um Alepisaurus ferox do Pacífico Sudoeste.


Os machos da espécie chegam à maturidade sexual quando o tamanho do manto (TdM) atinge os 8 mm. As fêmeas maduras atingem o dobro do tamanho do Arogonauta bottgeri e do Argonauta Hians Começam a segregar a concha para os ovos quando atingem os 6.5–7 mm de TdM. Os ovos são geralmente depositados quando as fêmeas atingem os 14–15 mm de TdM, o que varia consoante as variedades e habitats. Uma pequena Argonauta argo a residir numa concha com 88 mm pode transportar nela uns estimados 48,800 embriões. Females grow to 100 mm ML, while males do not exceed 20 mm ML.

Postagens populares

VÍDEOS SOBRE O MAR

Loading...

National Geographic POD

Loading...

Google+ Followers

Google+ Badge