quarta-feira, 10 de setembro de 2008

CAVALA



Nome popular: Cavala
Nome científico: Scomberomorus cavala
família: Scombridae

Habitat: Freqüentam regiões rochosas, de mar aberto, sempre próximo à costa. Existem em toda a costa leste brasileira e andam normalmente em grandes cardumes de indivíduos de tamanho semelhante.

Características: Peixe da família Scombridae, a Cavala ou Cavala-verdadeira (Scomberomorus cavalla) apresenta linha lateral marcada, servindo para distinguir as espécies do gênero. Peixe de escamas tão pequenas que dão a impreção de não existirem, possuem formato do corpo fusiforme e fortemente comprimido. O pedúnculo caudal é estreito, dotado de quilha carnosa na porçao longitudinal mediana. A nadadeira caudal é bastante furcada. A cabeça ocupa cerca de 1/5 do comprimento do corpo.
Peixe de escamas muito pequenas e corpo fusiforme, ligeiramente comprimido. A nadadeira caudal é muito furcada e o focinho é pontudo. A coloração do dorso é azul metálico, sendo os flancos e ventre prateados. A linha lateral é marcada, servindo para distinguir as espécies do gênero. Entre as espécies desse gênero, S. Cavala é a única que não possui pintas nem manchas. A ampla boca terminal é dotada de poderosa dentição triangular, extremamente cortante, capaz de causar sérios acidentes ao pescador desatento. Possui pequenas nadadeiras em formato triangular nas partes superior e inferior da cauda, chamadas de pínulas, variando de sete a dez em cada perfil. A coloração geral é azulada no dorso e prateada nos flancos e no abdômen. Entre as espécies desse gênero, S. cavalla é a única que não possui pintas ou manchas. Podem ultrapassar o 1,5 metro de comprimento total e pesar cerca de 50

Vivem em pequenos cardumes de 2, 3 ou 5 indivíduos. Peixe actinopterígio, perciforme, gerrídeo (Eugerres brasilianus), do Atlântico, desde as Antilhas ao Litoral Sul de São Paulo. Possui coloração prateada, com reflexos esverdeados e uma estria olivácea no corpo; chega a atingir acerca de 25 cm. Vivem no litoral de Paraty e Ubatuba, nas enseadas tranqüilas;


Espécie migradora. Forma grandes cardumes com indivíduos da mesma idade, ocorrendo na superfície e meia água. Os cardumes de cavala seguem os cardumes de peixes menores, como sardinhas e manjubas, que juntamente com as lulas, constituem seu principal alimento. Vive em alto mar, mas durante o verão, freqüenta os costões rochosos e regiões de mar aberto, não muito distantes da costa. É uma espécie muito esportiva e comercial.Ocorre nas Regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul (do Amapá a Santa Catarina). No litoral do Nordeste, é comum o ano todo, mas no Sudeste e Sul é mais freqüente no verão.

Postagens populares

VÍDEOS SOBRE O MAR

Loading...

National Geographic POD

Loading...

Google+ Followers

Google+ Badge